Seja bem-vinda (o)!!

Seja bem-vinda (o), sinta-se em casa.

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Mousse olho-de-sogra e canjiquinha.

Olá. Como havia prometido, vou postar as duas receitinhas: mousse olho-de-sogra e canjiquinha.
 A mousse é da revista Ana Maria (se não me engano) e é assim:
Leve para ferver 300 g de ameixa e 1 xícara de chá de água. Assim que amaciarem, apague o fogo e deixe esfriar. Assim que esfriar, bata no liquidificador a ameixa e a calda ( achei sem doce, da próxima vez, colocarei um pouco de açúcar).até formar um creme. Adicione 1 lata de creme de leite sem soro e duas claras batidas em neve. Forre metade de 10 taças individuais ou 1 refratário com esse creme. Leve para gelar até ficar um pouco consistente. Numa panela, junte: 1 lata de leite condensado, 2 gemas, 5o g de coco ralado e 1/2 xícara de chá de leite. Leve ao fogo brando, mexendo até engrossar. Espere esfriar e junte 1 xícara de chá de chantilly. Cubra o creme de ameixa com esse creme de coco e leve para gelar.
Ah! Reserve umas ameixas e um pouco do creme de coco para fazer uns olhos-de-sogra para enfeitar.



Dicas: 1) Como tirar o soro do creme de leite. Leve a lata de creme de leite na geladeira por umas 6 horas. . O soro ficará embaixo e o creme em cima. Abra um pouco o fundo dela e escorra o soro.
2) O chantilly é feito com creme de leite fresco, que deve estar na geladeira por algumas horas. Meça a quantidade pedida antes de batê-lo. Quando começar a  formar picos, está pronto, cuidado que rapidamente o chantilly vira manteiga.

A canjiquinha não é minha paixão, mas meu marido gosta e fiz para ver qual era. Só havia comido uma vez e não gostei muito, mas a minha eu aprovei. Ela rende muito. Coloquei de molho 1 xícara de canjiquinha, depois de lavar bem.
Havia feito um processo de dessalga  (trocar a água 4 vezes e deixar na geladeira) em 150 g de costelinha de porco e ainda aferventei com meio gomo de linguiça calabresa. Numa panela de pressão, dourei em um pouco de azeite ( foi de olho, não sei medida), 1 cebola. Quando estava bem dourada, acrescentei 2 dentes de alho amassados e continuei dourando. Coloquei a costelinha e a linguiça e "fritei" bem , até que elas ficassem douradinha.

 Pinguei um pouquinho de água para tirar o douradinho que gruda no fundo da panela e deixei pegar mais cor na costelinha. Quando ela estava bem "bronzeada", acrescentei a canjiquinha (xerém), sem água. Misturei para ela tomar uma cor, misturei bem e coloquei água, uns 900 ml. Acertei o sal (que até então não havia entrado na receita) e tampei a pressão. Deixei ficar uns 20 minutos. Depois desse tempo, desliguei o fogo e deixei sair a pressão. Abri a panela, dei uma mexidinha e acrescentei um tomate picado e um punhado de cheiro verde. Misturei bem e provei o sal. O ponto dela não é aguada, é bem grossinha.
Eu que não gosto, aprovei.


2 comentários:

  1. Vim te visitar e já me encantei com as receitas!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Roberta, muito obrigada. Sempre que quiser e puder, venha.

    ResponderExcluir